Passo a passo de como fazer um Folder / Folheto

E-Book: Passo a passo de como fazer um Folder / FolhetoA primeira coisa que devemos fazer quando pretendemos confeccionar um Folheto é saber as dimensões do papel que vamos utilizar, o tipo de papel e a sua gramatura. É bom lembrar que existem outras denominações que são utilizadas para, o que aqui chamamos de, Folhetos, como por exemplo: Folder, Flyer ou também chamado por Panfletos em alguns locais e tem até quem chame de Filipetas. Não importa o nome mas o mais importante são:

Das dimensões:

Normalmente as dimensões dos Folhetos são múltiplos ou sub-múltiplos das dimensões de uma folha no tamanho A0, ou sejam:

Dimensoes de Papel

O cliente tem a liberdade de solicitar a confecção dos folhetos em qualquer forma e tamanho. Na verdade os folhetos podem ser de quaisquer dimensões mas é interessante que se tenha a preocupação com o índice de aproveitamento do papel para evitarmos perdas desnecessárias.

Geralmente existe uma padronização nestas dimensões. Nós da Gráfica 24 horas utilizamos as seguintes medidas, quando produzimos com os papéis nas gramaturas de 115g/m² ou 150g/m²:

  • 10 cm x 15 cm
  • 10 cm x 21 cm
  • 15 cm x 21 cm
  • 20 cm x 21 cm
  • 10 cm x 45 cm
  • 15 cm x 30 cm
  • 21 cm x 30 cm
  • 21 cm x 45 cm
  • 30 cm x 42 cm
Já na gramatura de 80g/m² as dimensões mudam um pouco, vejamos:
  • 10 cm x 14 cm
  • 09 cm x 20 cm
  • 20 cm x 14 cm
  • 18 cm x 20 cm
  • 20 cm x 28 cm
  • 28 cm x 40 cm

Outra questão que deve ser levada em consideração, é a gramatura do papel a ser usado.

Na Gráfica 24 horas as gramaturas para os folhetos que normalmente são confeccionados com papel do tipo Couché Brilho, são: 80g/m² – 115g/m² e 150g/m². Não que não possa ser feito com outras gramaturas e outros tipos de papel mas estas são as padronizadas por nós e que são produzidas em 01 dia útil se não houverem acabamentos adicionais do tipo, dobras ou corte com faca especial.
Quando for o caso do cliente solicitar uma gramatura diferentes destas ou um papel diferente, os valores serão objeto de orçamentos individuais à parte e poderão ser solicitados pelos endereços de e-mail orcamento.grafica24hs@gmail.com ou contato@grafica24hs.com.br.

folheto criativo

Ainda dando continuidade na questão das dimensões, os tamanhos e formas podem variar de acordo com a necessidade de cada cliente. Apenas lembramos de que quando as dimensões fogem dos tamanhos padronizados, os custos também sofrerão alterações de acordo com as características individuais de cada trabalho.

As formas que fogem as condições de Corte Reto ou Refile, terão acréscimo dos custos da Faca que terá de ser utilizada na confecção do folheto e o prazo para a confecção desta faca também deve ser considerado e somado no prazo de conclusão do trabalho.

Outra situação que interfere nas dimensões e no custo final do produto é o número de dobras que poderá ter o folheto. Quanto mais dobras e maior for trabalho de acabamentos extras, maior será o custo. O prazo de entrega do serviço também sofre acréscimos que deverão ser consultados no ato do pedido do trabalho.


folhetos com dobras

faquinha-de-coelho-com-orelhas-faca-de-cortar-coelhinho

As dobras e as facas quando são inseridas na confecção dos folhetos, estas sempre trazem os incovenientes do prazo mais dilatado e os custos mais elevados, porem sem dúvida de que os resultados sempre são surpreendentes.

Tudo sempre tem de ser contra-balançado levando em conta o Custo / Benefício. Nem tão muito nem tão pouco.

Conforme já foi dito anteriormente, existem padrões que são normalmente utilizados pelas gráficas mas o cliente tem a sua disposição uma variedade de tipos de papeis, gramaturas diversas e inclusive as texturas dos papeis, que podem variar de um tipo bem simples a outros mais requintados.

Falando de requinte, isso me leva diretamente a fazer uma observação que deve ser analisada por quem está querendo fazer folhetos.

Qual a finalidade deste folheto ou panfleto, como queira chamar?

Este seu folheto será distribuído em larga escala nos sinais de transito ou ficarão expostos para que os interessados possam pegá-los na medida de seu interesse em seu produto ou informação?

Pode não parecer, mas a espessura do papel utilizado na confecção do folheto, pode influenciar e muito, na recepção do mesmo pelo seu público.


entregando folhetos

Quando nos utilizamos de um papel mais fino, tipo da gramatura 80g/m², tem-se por objetivo passar uma informação de impacto ou as informações contidas ali naquele folheto, são apenas para consulta temporária. Exemplo dos Encartes de Supermercados e outras propagandas que tem a intensão de apenas informar por um curto período de tempo.

Já quando queremos que o nosso público alvo, não somente seja informado mas também que guarde aquela informação contida naquele material para que possa ser consultado posteriormente, é indicado que se use um papel mais espesso como o 115g/m2 ou o 150g/m2 devido a durabilidade e a textura do papel ter de ser um pouco mais grossa, passando uma informação no tato do papel, de que o conteúdo ali apresentado, tem um valor especial e deve ser guardado.

Quando o papel é mais fino, temos por hábito ver ou ler a informação e logo após descarta-lo, amassando com nossas mãos e direcionando para o lixo mais próximo, pois o que interessava ali já foi absorvido e não mais temos a necessidade de guardar na forma de papel, mas sim em nossa mente, como informação temporária, porem importante e necessária.

Folheto Avon

“No caso de folhetos ou catálogos de produtos de beleza por exemplo, as gramaturas do papel sempre são maiores e mais espessas. Justamente para passar a ideia de algo valioso e durador, além de que um catálogo dificilmente será descartado e jogado no lixo, a não ser que já esteja com suas informações ultrapassadas.”

folheto-pizzariaNo caso de um Folheto / Cardápio de uma pizzaria também não ficaria muito diferente  do que seria uzado em um catálogo de beleza.

Logicamente guardando as devidas proporções, mas a questão da durabilidade e a informação que é passada na propaganda e no tipo de papel, é importantíssima e caso não seja observada, pode acabar passando uma ideia de algo que não tem muita qualidade e consequentemente o seu sabor não deve ser muito bom ou deva estar ou se colocar a mesma altura da qualidade da Propaganda / Cardápio que chega até as mãos do possível cliente da pizzaria. Portanto, tome muito cuidado na hora de escolher o tipo de papel que irá usar na divulgação do seu produto ou serviço.

panfleto-alo-pizzaAgora, se a proposta é apenas informar aos seus clientes, uma promoção relâmpago ou temporária. Ou sua proposta é de angariar novos clientes e/ou divulgar o lançamento de um novo produto ou estabelecimento e sua distribuição será feita em larga escala, o papel ideal para estes tipos de publicidade são mesmo os mais finos ou seja: 80g/m2 está de bom tamanho.

Existem logicamente, muitos outros fatores que deverão ser observados, mas estes estão mais ligados ao Designer propriamente ditos. As cores, as dimensões das imagens, o tamanho das letras e o destaque que deve ser dado a determinadas informações, estes fatores podem fazer toda a diferença entre o sucesso e o fracasso de sua divulgação e propaganda.

Para a elaboração dos Folhetos, são utilizados programas gráficos do tipo COREL DRAW, ILLUSTRATOR, PHOTOSHOP e muitos outros, mas o que não pode deixar de ser observado são as cores a serem utilizadas e o padrão em que estão sendo usadas no desenvolvimento da arte do Folheto.

As cores para impressão, obedecem a um padrão de misturas de cores. O que é também conhecido como o Padrão CMYK – C de Cyan – M de Magenta – Y de Yellow e o K de Black.

Enquanto nos monitores, as cores são obtidas por fechos de Luz que também chamamos de RGB.

Os padrões CMYK e RGB são padrões de cor utilizados em design de projetos, na criação de materiais gráficos, webdesign, material destinado a publicidade impressa, e uma infinidade de outras situações.

Qual a diferença entre estes padrões?

CMYK corresponde às iniciais das cores Cian (ciano), Magenta (magenta), Yellow (amarelo) and Black (preto).

Este é um padrão de quatro cores primárias, que combinadas formam cores ilimitadas. O padrão CMYK é mais usado para impressão em papel, onde 4 cores de tinta geram uma qualidade final melhor do que apenas 3.

RGB corresponde às iniciais das 3 cores Red (vermelho), Green (verde) e Blue (azul). Este padão é utilizado para exibição em monitores de computador e televisores em geral.

Devido a esta diferença de padrão é que uma mesma imagem vista no monitor apresenta leves alterações na tonalidade das cores ao ser impressa. Alguns programas gráficos como o Corel Draw incorporam filtros, que tentam mostrar no monitor a imagem exatamente como será impressa.

Ao criar o design para um formato é preciso ter em mente qual o suporte será utilizado. No caso de imagens para web o padrão adotado deve ser o RGB, enquando que, em se tratando de materiais impressos, deve-se utilizar o padrão CMYK ou outro de acordo com especificações técnicas do projeto adotado pelo designer.

Além do CMYK e do RGB existem vários outros padrões de cores, como o Pantone. Neste caso ao invés de um certo número de cores primárias que são combinadas para gerar as demais, há uma tinta para cada cor que será utilizada na impressão. Isto garante que a cor impressa seja exatamente a mesma que é vista no mostruário, entretanto não permite usar muitas cores diferentes no mesmo impresso, já que seria necessário o uso de uma tinta diferente para cada cor.

Lebrando que o desenvolvimento de uma peça para impressão deve levar em conta que quanto maior o número de cores utilizadas no design do material maior o custo de impressão.

As imagens em formato CMYK geradas após o trabalho de design geralmente são exportadas na extensão tiff. Justamente pela impossibilidade de apresentar estas imagens em um browser não há uma imagem de exemplo para este formato.

Consulte nossa tabela de preços completa CLICANDO AQUI

Se você gostou deste artigo, deixe abaixo o seu comentário:

 

<! – SDK Facebook carga para JavaScript –>

<! – O código de comentários incorporado –>

Comentários no Facebook

Um comentário sobre “Passo a passo de como fazer um Folder / Folheto

  1. Os calendários são ótimos para divulgar marcas e produtos, pois são usados o ano todo. Por isso, separamos 5 dicas para você criar calendários personalizados de qualidade:

    1 – Formatos diferentes

    Muitas empresas fazem calendários para distribuir para seus clientes, por ser um material que dura o ano todo, por isso é importante se destacar e não ser mais um. Escolha um formato diferente, como triedro, cubo ou porta canetas, por exemplo.

    2 – Sinalize as datas importantes para a empresa

    Além de sinalizar as datas comemorativas, verifique quais as datas são importantes para a marca de seu cliente e as sinalize também. Por exemplo, se o ramo de seu cliente é na área de saúde sinalize as datas de campanhas de conscientização, dia do médico, etc.

    3 – Deixe espaços extras

    Muitas pessoas gostam de anotar as datas importantes no calendário além das datas comemorativas, como aniversário de familiares, consultas médicas e eventos. Por isso, é recomendável deixar espaços extras.

    4 – Sua marca

    Não esqueça de colocar as informações da empresa como site e telefone, não basta deixar somente o logo, se você quer ser lembrado, facilite o impacto com o cliente.

    5 – Layout

    A tendência de layouts é um estilo mais clean, com cores mais neutras e tons mais claros, dando uma sensação de modernidade. Assim, você não corre o risco de não agradar o cliente por conta de uma cor específica usada no calendário.

    Gostou das dicas? Deixe mais dicas aqui embaixo para nós.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.